24/07/2011

As trinta melhores músicas dos Beatles

Hoje eu decidi dar uma de editora da Rolling Stone e fazer uma lista com as trinta melhores músicas dos Beatles, comentando cada uma. Tudo começou pelo fato de eu nào concordar com a lista divulgada pela revista, hoje vou fazer uma lista baseada na minha opinião,  saiba que foi dificil selecionar apenas trinta sucessos da maior banda de todos os tempos e que eu realmente estou sofrendo com isso. A lista está organizada por ordem de preferência.



30. I'm a Loser (1964):


I'm a Loser é uma coomposição da dupla Lennon/McCartney, surgiu depois do histórico encontra dos Beatles com o astro americano Bob Dylan onde foi a primeira vez em que eles fumaram maconha. A música possui uma bela letra e uma melodia que lembra Dylan. É um marco no amadurecimento das músicas do Fab4.

29. You like me Too Much (1965):


You like me Too Much é uma grande composição de George Harrison e como eu particularmente já adoro as composições do rapaz não poderia deixar essa bela canção de fora. A música faz parte do disco Help!, que para mim é um dos melhores discos da banda, apesar de que o albúm foi gravado quase inteiro com a banda chapada.

28. I Should Have Know Better (1964): 


A canção de John Lennon tocada com gaita faz parte do maravilhoso filme A Hard days Night, ela já teve vários covers inclusive um péssimo brasileiro chamado de Menina Linda, eu gosto muito das músicas de A Hard days night pois elas ilustram a beatlemania e a época do Yeah, yeah, Yeah.

27. Taxman (1966):


Taxman mostra o amadurecimento das composições de George Harrison e de como ele poderia compor tão bem quanto John e Paul. A música é uma reclamação aos altos impostos cobrados por tudo, por exemplo quando George fala Mr. Wilson ele está se referindo ao governo de Harold Wilson. A música possui ótimos solos de guitarra, e está altura do progresso do albúm Revolver que foi revolucionário e o segundo albúm com elementos pscicodélicos dos Beatles.


26. Getting Better (1967):


A canção com titulo otimista foi creditada a lendária dupla Lennon/McCartney, ela se refere a uma frase muito usada por Jimmy Nicol (substituto de Ringo quando este estava com amidalite), toda vez que perguntavam ao rapaz se estava tudo bem ele respondia It's getting better (está melhorando). A música faz parte de um dos melhores albúns da banda o Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, e possui melodia pscicodélica como todas as outras músicas do disco, gosto dela graças ao seu refrão otimista.

25. You've got to Hide Your Love Away (1965): 


A bela melodia de You've got to Hide Your  Love Away é cercada por várias histórias, uma delas é que a música de John faz referência a um breve caso de John com Brian Epstein empresário da banda quando eles fizeram uma breve viagem a Espanha em 1963, nua biografia de John fala que o garoto masturbou o empresário apesar de Lennon negar isso numa entrevista a Playboy em 1980. Apesar de todos os rumores Você têm que esconder seu amor ás vezes é uma excelente canção do albúm Help! que mostra o auge da Beatlemania nos E.U.A.

24. Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (1967):


Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band é a música titulo do albúm inovador e pscicodélico do mesmo nome. A música que possui acordes estilo Hard Rock, é uma grande obra do quarteto inglês. A idéia do albúm surgiu com Paul, querendo criar Alter Egos para a banda, a música começa com ruídos simulando uma platéia, logo em seguida a banda se apresenta e começa a cantar. Para os que acreditam na lenda Paul is die no final da música quando falam o nome Bily Shears estariam eles se referindo ao sósia de Paul McCartney.

23. Helter Skelter (1968):


A música Helter Skelter do Albúm Branco possui uma história bastante curiosa, quando Paul leu na Escócia a Melody Maker e viu a entrevista de Pete Townshend dizendo que o último single do The Who I Can See for Miles era o som mais sujo e pesado que a banda já tinha feito, Paul teve a idéia de fazer um single mais sujo e barulhento do que aquele pois na sua opinião a música do The Who era uma bagunça organizada. Helter Skelter para muito pode ser o inicio do Heavy Metal pois foi um som muito pesado para sua época, algo que marca a canção é Ringo gritando I've got blisses on my fingers.

22.  With a Little Help from My Friends (1967):


A música composta pela dupla Lennon/McCartney ficou perfeita na voz de Ringo Starr, a canção que fala sobre amizade e vêm logo após Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band no albúm faz grande sucesso até hoje e é sim uma das pérolas lançada pelo Fab Four.  

21. Hey Buldog (1968):


Hey Buldog é uma canção composta pela dupla Lennon/McCartney, no meio da música Paul começou a latir assim decidiram dar o nome da canção de Hey Buldog. Segundo Geoff Emerick engenheiro de som dos Beatles, a música foi a última gravada com entusiasmo pelo grupo, depois dela os rapazes estavam preocupados demais com conflitos pessoais e artisticos. Ela faz parte da trilha sonora do filme Yellow Submarine e foi uma das poucas vezes que os rapazes se permitiram serem gravados no estúdio.

20. Tomorrow Never Knows (1966):

A música mais experimental dos Beatles do albúm Revolver é com certeza Tomorrow Never Knows, uma canção harmonica gravada em dó maior possui um grande solo de criança invertido executado por George Harrison é uma perfeita composição. A música é tida como revolucioaria contendo elementos ainda inexistentes em sua época, um grande marco na fase pscicodélica do grupo. Muitos acreditam que ela é sobre o LSD, sendo que o fato dela ter sido executada em um programa para crianças deixou muitos chocados. Com certeza ela merece o vigésimo lugar na nossa lista.

19. Eleanor Rigby (1966):


Uma das minhas composições favoritas de McCartney é Eleanor Rigby que fala sobre as pessoas solitárias, a letra com belos arranjos orquestrados fala sobre as pessoas solitárias. Meu disco favorito dos Beatles é Revolver e me deixa contente perceber o amadurecimento do grupo ao longo de suas composições, Eleanor Rigby é uma delas.

18. I Need You (1965):


Eu particularmente amo as músicas da época da beatlemania e também adoro as músicas compostas por George, uma das minhas favoritas é I Need You que faz parte da trilha sonora de Help! Lembro que quando eu assisti o filme voltava toda hora para a parte em que eles cantam essa canção, pois é dificil de entender como uma canção com acordes tão simplórios pode ser tão boa. É inesplicavel descrever o que sinto quando eu ouço essa música.

17. Revolution (1968):


Uma das músicas que eu considero mais mágica dos Beatles é Revolution, pois eu fico realmente impressionada pelo jeito que eles falam sobre uma revolução, não é uma música clichê como as outras, é algo mágico bem ao estilo da melhor banda de todos os tempos. Acordes de guitarra grudantes e geniais, letra cabeça e inteligente, tudo bem ao estilo John Lennon, uma das minha músicas favoritas do White Album.

16. Lucy in the Sky With Diamonds (1967): 


Uma das melhores músicas do Sgt. Pepper's é sim Lucy in the Sky With Diamonds, a música que muitas vezes foi interpretada como alusão ao LSD graças a suas siglas é uma obra de arte, ela consegue confundir sua mente pois ás vezes da a impressão de que o som acelera e depois fica lento. A composição de John é cantada com uma voz anasalada e consegue ilustrar bem a pscicodelia do albúm, me sinto triste em deixa-lá apenas na décima sexta colocação porém como estamos falando de beatles é dificil realmente selecionar as melhores.

15. Strawberry Fields Forever (1967):


Canção composta por John Lennon é uma das maiores obras do grupo, Strawberry Field era o nome de um terreno  que ficava em Liverpool onde se localizava o Exercito da Salvação Lennon costumava brincar lá na sua infância. A música era para entrar no disco Sgt. Pepper's porém ficou de fora já que seu EP foi lançado bem antes da finalização do albúm (algo que George Martin lamenta). A música possui efeitos de aceleramento e depois lentidão. Uma música mistica com efeitos pscicodélicos ótimos mostra como John Lennon sempre foi um ótimo compositor.

14. I am the Warlus (1967):


Eu fico impressionada como uma música que não quer dizer nada consegue falar tudo, melodia impressionante criada por John a música faz parte da trilha sonora de Magical Mystery Tour. Lennon escreveu a letra em duas viagens de drogas, ele a fez depois de saber que um professor da sua antiga escola estava usando sua música como exemplos na aula de gramática. A canção é a junção de três diferentes canções por isso causa confusão aos que tentam intende-lá, porém como sempre mesmo quando os beatles não querem falar nada eles dizem tudo.

13. Can't buy Me Love (1964):


A música composta por Lennon/McCartney no auge da beatlemania britânica que faz parte da trilha sonora de A Hard Days Night é simplesmete Beatlástica, uma letra simples e um refrão repetitivo conseguem chegar a perfeição de uma música Pop, quem me dera os artistas populares de hoje em dia fizessem canções assim. Lembrando que Drive My Car lembra muito a letra de Can't Buy me Love sendo que John até deu um toque em Paul para não repetir a fórmula. Simplesmente uma música linda e fofa a cara dos beatles.
12. All You Need is Love (1967):                                                               


Uma das músicas mais famosas de todos os tempos possui uma história bem curiosa, a equipe do canal londrino BBC pediu que o grupo fizesse uma música que podesse ser entendida em todos os países do mundo pois seria transmitida a 26 países, John compôs All You Need is Love enquanto Paul compôs Hello Goodbye, o grupo selecionou All You Need is Love. Uma grande preocupação cercou a canção, o grupo possuia medo da canção ser executada ao vivo e sem playback já que Lennon estava muito debilitado graças as drogas, algo que não foi possivel, por sorte ocorreu tudo bem e ela foi executada normalmente e hoje é uma das maiores canções do grupo.

11. Yesterday (1965):


Simplesmente a canção mais regravada da história, composta por Paul e que trouxe grande procupação a Brian Epstein pelo mesmo ter medo dela gerar conflitos entre Lennon e McCartney por esta só ter sido gravada por Paul. O rapaz de Liverpool sonhou com o ritmo da música e não conseguia tirar ele da cabeça dando assim origem a uma das músicas mais famosas do grupo. Simplesmente perfeita, houve até tentativas de colocar Lennon cantando junto com paul porém a música já estava fechada e perfeita não tinha nada o que alterar. 

10. Hey Jude (1968):


O que falar da música que mesmo contendo sete minutos de duração e sendo nada promocional que conseguiu chegar em primeiro lugar nas paradas músicais e ser single número um do mundo. A música surgiu em um dia que Paul estava indo de carro visitar Julian filho de John que sofria com a separação dos pais, mcCartney ia cantarolando "Hey Jools don't make it bad take a sad song and make it better" o gênio dos beatles como não era bobo nem nada anotou a frase e compôs uma de suas melhores músicas. Na hora de grava-l''a o quarteto se empolgou no refrão "Na na na na hey jude" fazendo com que a música durasse sete minutos. Porém se você tiver a oportunidade de ouvi-lá apenas uma vez entenderá o que é a magia dos Beatles e o legado que eles deixaram para a música.

9. A Day in The Life (1967):


Essa música consegue mostrar exatamente a genialidade de John e Paul como dupla. A música é a junção de duas letras destintas, uma de John que era baseada numa séries de acontecimentos mais não possuia meio e uma de Paul que era um miolo sem nexo ou sentido, ao junta-lás você vê o resultado da penultima faixa de Sgt. Pepper's e a música escolhida como a melhor pela Rolling Stone, só não deixo ela em primeiro graças a conceitos pessoais e pela letra não conter uma história separada.

8. I Saw Her Standing There (1963):  


É inexplicavel falar de como essa música é mágica para mim, então vou falar sobre algo bem interessante; a primeira música do primeiro albúm dos Beatles começa com uma contagem que normalmente é retirada e a última música do último albúm dos Beatles se chama The End, só mesmo eles para fazerem isso. Quando ouço essa música meu coração faz Boom e eu não consigo parar de cantar, é minha música predileta da beatlemania e agradeço a Paul por ter escrito ela, pois toda vez que eu a ouço imagino garotas estérica correndo atrás dos Beatles e me pergunto por que eu não nasci antes para ser uma delas.

 7. Something (1969):                                                                                          


Something é uma bela balada composta por George Harrison em homenagem a Pattie Boyd sua mulher,a música possuim uma guitarra mistica de George, uma sinfonia bela, mostra como George sempre foi um ótimo compositor e um Beatle a altura dos outros apesar do mesmo ter recebido algumas dicas de composição por Lennon. A canção é a segunda mais regravada dos Beatles e a primeira canção a ser lado A de um single, mostrando que depois da injustiça que os rapazes cometeram com While my Guitar Gently Weeps. Eu adoro a sinfonia da canção e o fato de poder acompanhar George cada vez se superando em suas composições.

6. Blackbird (1968):


Todas ás vezes que ouço Paul cantando sozinho consigo ver que ele era sim um grande gênio e que fez músicas mais memoráveis do que Yesterday como John falava, sozinho ele cantou; For no One, Yesterday e Blackbird três memoráveis canções dos Beatles mostrando como ele futuramente seria grande na carreira solo. Muitas das músicas do White Albúm são esquecidas, porém eu adoro todas elas, não é diferente com essa canção que McCartney compos teve sua melodia inspirada em Bach e fala sobre os direitos raciais nos E.U.A principalmente os relacionados as mulheres. Paul cantou essa música uma vez para fãs que acampavam em frente a sua casa, muitas pessoas torcem para que o ato se repita.    

5. In My Life (1965):


Eu acho que tenho muito a dizer sobre In My Life, pois eu nunca vi uma música misturar amor e melancolia de uma forma tão perfeita, toda vez que eu a escuto entro em um transe de pensamentos e me pergunto: Por que tudo acabou? A melhor banda da história que era formada por quatro grandes amigos terminou em discussões e disputas de egos, hoje quando ligo o rádio ouço Restart sendo chamado de música enquanto a algum tempo atraz um cara foi capaz de compor uma das sinfonias mais belas que já existiu. Essa música é simplesmente perfeita, eu me arrepio toda vez que eu a escuto, se você conseguir ouvir ela pelo menos uma vez irá entender por que os Beatles foram a maior banda de todos os tempos. 

4. Help! (1965):


Todas ás vezes que alguém me pergunta quem eram os Beatles eu mostro Help!, pois a música ilustra bem eles; os cinco rapazes cabeludos remexendo a cabeça e cantando alegremente. O que realmente me impressiona nessa composição não é o jeito beatle de ser deles e sim o fato de John Lennon colocar todo o seu sofrimento em uma música tão alegre, apesar da fama Lennon estava enfrentando uma fase de melancolia e Help! foi sua forma de pedir socorro, mesmo sem parecer. Depois do disco Help! a banda entrou na era pscicodélica, porém esse disco feito sobre o efeito da maconha é um dos meus prediletos.

3. Im Only Sleeping (1966):


Tenho mais do que certeza que muitos vão discordar do fato de eu ter colocado essa música num lugar tão alto da lista, porém é sobre as músicas que eu amo que estou falando, e eu adoro essa composição de Lennon assim como todas as outras que estão em Revolver. A música fala sobre como é bom dormir e ficar na cama, nela você consegue ouvir um solo de guitarra ao contrário colocado eletronicamente porém executado por Harrison. Não tenho muito o que falar, Revolver é mágico, e quando ouço a voz de John nessa música eu fico encantada e não consigo me conter, uma dica para vocês é ouvirem ela na versão Beatles Anthology por que é realmente fantástica.

2. Here Comes The Sun (1969):


Eu realmente amo todas as músicas de George, mais o que me encanta nessa música é o fato dela conseguir ser otimista mesmo quando tudo ia mal na banda, todos brigando por dinheiro e status e Harrison faz uma música alegre e otimista como essa, quando escuto ela sinto vontade de correr e me divertir por que Aqui vem o sol e eu digo; está tudo bem por que mesmo eles tendo acabado eu sempre poderei ouvir músicas como essas.

1. For No One (1966):


Eu particularmente odeio baladas, mais essa é especial, Paul escreveu para a sua namorada Jane Asher, mas eu realmente não me importo nem um pouco pelo motivo que ela foi escrita, pois ela consegue ser tão perfeita e exata que é dificil de explicar, realmente é mistico quando Paul canta sozinho (apesar de que Ringo toca bateria nessa música), a letra é linda o ritmo acompanha e meu coração aperta todas ás vezes que ela toca. Um dos motivos para eu fazer essa lista foi ver que na classificação da Rolling Stone ela estava nos últimos lugares perto de músicas que nem eram boas, essa é a minha lista, essa é minha canção favorita pois a partir do dia em que eu a ouvi eu descobri como amo os Beatles. 

Bônus: Drive my Car (1965):


Beatles é uma banda grande então é dificil selecionar apenas trinta músicas, você acaba esquecendo de outras cem, por isso eu coloco aqui Drive my Car que foi uma das primeiras músicas que eu ouvi da banda e que adorei pelo jeito singelo que Paul canta sobre o amor. Só lembrando que no inicio Paul chegou com uma rima que lembrava Can't buy me Love, mas como John sempre foi um cara de visão avisou ao amigo que não daria certo ter duas músicas com letras tão iguais. Amo essa música e amo os Beatles.


Eu sei que irão faltar várias músicas, mas é por que só podia selecionar as trinta que eu mais gosto, então vou mencionar algumas que faltarão mais que eu queria que estivessem aqui: While my Guitar Gently Weeps, Girl, If I Need Someone, A Hard Days Night, She Loves You, And Your Bird Can Sing, I Should Have Know Better, Day Tripper, Piggies, Julia, Penny Lane e muitas outras   
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

Marcos Abreu disse... Responder Comentário

Vale lembrar que a primeira aparição de Phill Collins na mídia, foi como figurante no filme A hard days Night.

Daniel Paz disse... Responder Comentário

Na minha humilde opinião faltou SHE CAME IN THROUGH THE BATHROOM WINDOW (e ainda entre as primeiras posições)...

Dennis disse... Responder Comentário

number one for me is norwegian wood.

Anônimo disse... Responder Comentário

pra mim 'She Loves You' não estaria nem entre as 30 e sim entre as 10, pela história e melodia da musica. Eles sempre conciliaram perfeitamente tons e letras.
Fora as que voce citou em baixo não poderiam faltar:
If I Fell,
Yer Blues,
Let It Be,
Yellow Submarine,
Ticket to Ride,
Twist and Shout,
Don`t Let me Down,
Love me Do... hehehe

Mas parabéns, ótima lista.

Guircosta disse... Responder Comentário

Come Together, Let it Be, Get Back... Pra mim os dois últimos álbuns são os melhores. Pensa num puta peso! Faz o comecinho dos Beatles parecer brincadeira (só minha opinião).

Grande abraço!

G.C disse... Responder Comentário

Não posso colocar Twist and Shout pq é um cover.
E o anônimo que citou Yellow Submarine realmente não entende de Beatles, eu acho a música até mesmo idiota.

Agora vc Guricosta me lembrou de citar Come Together que para mim é umaa obra de arte de John, e Get Back que é uma música ótima, mas nao houve espaço pois são trinta músicas que marcaram a minha vida, sendo que os Beatles possuem 208 ótimas músicas

Darlan dantecarli@hotmail.com disse... Responder Comentário

Para uma fã de George Harrison, ficou devendo "While My Guitar Gently Weeps". É tão linda quanto Here comes the sun!

Anônimo disse... Responder Comentário

Eu amei a lista, e concordo que é complicassimo selecionar apenas 30 musicas dos beatles, por isso nem vou dizer quais faltaram...rs Parabens!

Wyllian disse... Responder Comentário

concordo com o G.c, nao tem como escolher só 30 musicas, mas a lista é boa !
abrç beatles !!!

Lucas Upl04d3r disse... Responder Comentário

Falto muita música boa.
Falto...
Let It Be
Ticket To Ride
Twist And Shout
I Want To Hold Your Hand
She Loves You

Anônimo disse... Responder Comentário

Cara, na real, vc não colocou All My Loving, a musica dos beatles que fez mais sucesso no Brasil foi All My loving e que depois foi "regravada" em portugues com o nome de Feche os Olhos.
E cade Let It Be?!

Anônimo disse... Responder Comentário

Lista muito boa (y) Apesar de faltar algumas musicas, a lista tá muito boa. Deve ter sido dificil né, colocar as 30 melhores musicas dos beatles. Uma mais linda que a outra, aeuhauhe.
1bj, beatlesmanics :*

Postar um comentário

AVISO: Adicionei comentários através do Facebook, para evitar Trolls que comentam anonimamente, além do fato de que eu queria descobrir se meus leitores são tão bonitos quanto eu.

IMPORTANTE: A partir do mês que vêm, irei excluir comentários anônimos no qual os usuários não se identifiquem, então por favor, comecem a colocar seus nomes nos comentários anônimos.

Compartilhe