29 de nov de 2011

Os dez maiores recordistas de vendas de discos no Brasil

Sertanejo, rock, MPB, pagode, pop romântico... Os estilos são os mais variados possíveis, mas o mérito desses artistas é um só: vender milhões de álbuns ao longo de toda a carreira. Apesar de já terem uma longa história no mundo da música, com 10, 15 ou até 20 álbuns lançados (o que contribui, claro, para o alto índice de vendagem), não se pode negar o sucesso desses artistas nacionais, que quase sempre contam com a força da mídia (rádios e TVs, principalmente) para atingir o topo das paradas. Mas quem são eles? Conheça logo abaixo os 10 maiores recordistas de vendas de discos do Brasil.


10 – Roberta Miranda

Cópias vendidas: ± 14 milhões



A cantora sertaneja de maior sucesso do Brasil abre, em 10º lugar, a nossa lista de maiores vendas em território nacional. A carreira da cantora paraibana Roberta Miranda, que lançou exatamente 20 álbuns, entre inéditos e compilações, começou em 1986 e, desde então, mais de 14 milhões de  unidades foram vendidos até hoje.

09 – Legião Urbana, Sepultura e Sandy & Jr.

Cópias vendidas: ± 15 milhões

Três artistas de gêneros musicais distintos dividem o 9º lugar de nosso post: o grupo brasiliense de rock Legião Urbana (1982-1996) produziu um total de 13 álbuns (entre discos de estúdio, ao vivo e coletêneas, fora os compactos) nos 14 anos de carreira do grupo, que encerrou suas atividades com a morte do vocalista Renato Russo; já o conjunto mineiro Sepultura, que lançou 17 álbuns, sendo que 11 deles de estúdio, está na ativa desde 1984 e se consagra como um dos mais reconhecidos grupos de metal do mundo. Por fim, a dupla pop Sandy & Jr. (1990-2007) lançou 17 álbuns, sem contar as 23 coletâneas em 17 anos de carreira, e tal qual os outros dois artistas citados antes, também venderam, aproximadamente, 15 milhões de cópias.
08 – Fábio Jr.

Cópias vendidas: ± 16 milhões


O ator e cantor Fábio Jr. é um dos poucos artistas do país a ter uma carreira dupla de muito sucesso. Na ativa desde 1969, Fábio Jr. fez várias novelas, filmes, gravou inúmeros discos e conseguiu fazer com que suas músicas românticas embalassem a vida de milhares de casais em todo o Brasil. Um fato interessante que nem todo mundo sabe ou lembra é que Fábio Jr., no início da carreira, gravou, assim como diversos artistas, várias músicas em inglês, sob o pseudônimo de Mark Davis. Seu carisma e prestígio com os (as) fãs lhe rendem até hoje mais de 16 milhões de discos vendidos.

07 – Zezé Di Camargo & Luciano e Leandro & Leonardo

Cópias vendidas: ± 20 milhões

Se você chegou até aqui e viu o nome de Zezé Di Camargo & Luciano (1991-) no sétimo lugar do nosso post pode até estranhar o porquê da dupla sertaneja de maior sucesso comercial do país, nos últimos anos, ter vendido bem menos discos do que você imaginava. Pois bem: os dois filhos de Francisco venderam, até hoje, “apenas” 16 milhões de cópias, assim como outra dupla sertaneja de enorme sucesso das décadas de 80 e 90, Leandro & Leonardo (1983-1998), que acabou com a morte do cantor Leandro. Uma hipótese que pode justificar isso, sem sombra de dúvidas, é o aumento da pirataria e o avanço da tecnologia MP3.

06 – Maria Bethânia

Cópias vendidas: ± 26 milhões


Que Maria Bethânia é uma das mais populares cantoras de MPB do Brasil, isso todo mundo sabe. O que as pessoas em geral podem até não saber é que ela é uma artista que vendeu mais cópias do que muita gente por aí. A irmã de Caetano veloso iniciou sua carreira cedo, em 1965, e lançou quase 50 álbuns até o presente, entre ao vivo, compilações e material de estúdio. Ao todo, as vendas de seus discos contabilizam cerca de 26 milhões de unidades em todo o país.

05 – Xuxa, Chitãozinho & Xororó e Raça Negra

Cópias vendidas: ± 30 milhões

Com certeza, a nossa 5ª posição é a mais eclética de nosso post, pois traz empatados, em número de vendas, uma cantora infantil, uma dupla sertaneja e um grupo de pagode. Xuxa (1984-), a mais bem sucedida apresentadora de programas infantis lançou até hoje 35 álbuns, entre material inédito e compilações, e continua a produzir vários filmes, além dos DVD’s da série “Xuxa Só Para Baixinhos” (XSPB). Já a dupla paranaense de música sertaneja Chitãozinho & Xororó (1970-) viveu seu auge nos anos 80 e 90, com o estouro e superexposição de uma nova modalidade da música sertaneja na mídia, o que lhes rendeu boas vendas. Nos anos 90, o grupo de pagode/samba Raça Negra (1983-) teve seus momentos de glória com a explosão do gênero musical, para a alegria de muitos e para a tristeza de outros. O fato é que todos esses três artistas, cada qual em sua área, obtiveram vendas superiores a 30 milhões de discos até hoje.

04 – Rita Lee

Cópias vendidas: ± 55 milhões


A rainha do Rock nacional não poderia deixar de marcar presença dentre os artistas que mais venderam discos no país. Rita Lee (1963-), alcançou a fama em fins dos anos 60, ao ser a vocalista da banda Mutantes, que até hoje é bastante reconhecida, inclusive fora do país; nos anos 70, com o fim do grupo, Rita partiu para uma bem sucedida carreira solo, que lhe rendeu bons frutos; dos anos 90 até os dias de hoje, Rita obteve algum sucesso, mas nada que se comparasse ao de outros tempos. O fato é que em 47 anos de carreira, Rita Lee alcançou a marca de 55 milhões de discos vendidos.

03 – Nélson Gonçalves

Cópias vendidas: ±  75 milhões


O cantor gaúcho Antônio Gonçalves Sobral, mais conhecido pelo nome artístico de  Nélson Gonçalves (1941-1998) se consagrou como um dos maiores intérpretes da Música Popular Brasileira de todos os tempos, apesar de ser naturalmente gago. No entanto, seu problema fonológico não o atrapalhou em nada, em 57 anos de carreira. Nesse período, Nélson gravou mais inúmeras músicas, distribuídas em mais de 130 álbuns (a maioria de 78 rotações), que venderam, até os dias de hoje, cerca de 75 milhões de cópias.

02 – Roberto Carlos

Cópias vendidas: ± 120 milhões


É difícil de acreditar, mas o rei Roberto Carlos não ocupa o 1º lugar de nosso post dentre os artistas que mais venderam discos no país. A carreira de Roberto Carlos iniciou-se em 1959, mas a explosão do maior ícone da música brasileira veio mesmo em meados dos anos 60 com o movimento da Jovem Guarda. A carreira de Roberto se manteve em alta ainda nos anos 70 e 80, mas nas duas décadas subsequentes o cantor experimentou uma certa ‘baixa’, vindo a crescer novamente com as comemorações de seus cinquenta anos de carreira entre 2009 e 2010. Mesmo sendo o segundo artista a mais vender álbuns no Brasil, é indiscutível dizer que Roberto Carlos é até hoje um fenômeno de vendas: 120 milhões, aproximadamente, ao todo.
01 – Tonico & Tinoco

Cópias vendidas: ± 150 milhões

Na primeira posição de nosso post, surpreendentemente, a dupla sertaneja Tonico & Tinoco (1930-1994) encontra-se como os artistas que mais venderam discos na história do Brasil: cerca de 150 milhões de cópias. No entanto, este número é comprovado como sendo exato, já que se trata apenas de uma estimativa. Parte das fontes alegam que as vendagens não ultrapassam as 50 milhões de unidades; porém, a maior parte das fontes relata as vendagens como sendo de 150 milhões de discos, fato que é plausível, já que a carreira da mais importante dupla sertaneja da história da música brasileira durou 64 anos, até a morte de Tonico, em 1994.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Anônimo disse... Responder Comentário

O Léo Batista (Tonico e Tinoco) cantava antes de apresentar o Globo esporte??

Postar um comentário

AVISO: Adicionei comentários através do Facebook, para evitar Trolls que comentam anonimamente, além do fato de que eu queria descobrir se meus leitores são tão bonitos quanto eu.

IMPORTANTE: A partir do mês que vêm, irei excluir comentários anônimos no qual os usuários não se identifiquem, então por favor, comecem a colocar seus nomes nos comentários anônimos.

Compartilhe