03/01/2012

As dez melhores músicas do Sublime

Para começar o ano bem trago a vocês uma lista com as dez melhores canções da banda de Ska-Punk e Surf Rock, Sublime. Infelizmente não tive a oportunidade de escutar o CD completo do Sublime With Rome, por isso só irei validar as canções do Sublime de Bradley, em outra oportunidade faço uma lista só com músicas de Rome como: Take It Or Leave It, My World e Panic. Como sempre a lista é baseada  única e somente na minha opinião, você têm o direito de discordar e expressar isso no seu comentário, mas sem ofender a autora por que sua opinião não prevalece sobre as outras, tanto que não dá para incluir tantos sucessos inclusos em três álbuns marcantes da banda.

10. Saw Red Feat. Gwen Stefani (1994):                                     





Também faixa do álbum Robbin The Hood a composição de Bradley foi gravada com a então desconhecida Gwen Stefani, o vídeo acima mostra uma gravação ao vivo, onde aos 0:46 você pode notar a interessante cara de concentração do Bradley. A música é uma das mais conhecidas da banda atualmente.


9. All You Need (1994):                                                                   





Eu realmente fiquei indeciso entre All You Need e STP, porém adoro essa canção e na minha concepção ela de certa forma relembra Date Rape que é uma das minhas prediletas. A décima nona faixa do álbum Robbin The Hood faz muito sucesso e é sempre lembrada pelos fãs de Sublime.


8. Doin' Time (1996):                                                              





De certo modo fazer as dez melhores do Sublime foi um desafio quase tão grande quanto as cem melhores dos Beatles pela grande variedade de hits e músicas indispensáveis na cartilha de uma fã. Enquanto procurava o vídeo de Doin' Time ou Summertime encontrei dois vídeos de canções que eu não conhecia e que eu realmente queria que estivessem na lista, infelizmente não houve espaço.  Eu no inicio não gostava muito dessa faixa do álbum Sublime, mas depois acabei me apaixonando pela canção que é um pouco diferenciada das outras da banda.


7. Caress Me Down (1996):                                                      





Excelente canção do álbum Sublime mostra o inegável e insubstituível talento do Bradley, o que mais gosto nessa música é o baixo de Eric que fica idêntico nos shows, além do senhor Nowell cantando em espanhol (nota que Rome Ramirez têm descendência mexicana). A letra é divertida e o gingado de Reggae perfeito.


6. Bad Fish (1996):                                                                         





O álbum Sublime foi lançado após a morte por overdose de Bradley, mas mesmo sendo de certa forma uma junção de retalhos e músicas não finalizadas o disco contém diversos clássicos da banda, as maiores canções do Sublime encontramos nesse disco. Prova disso é Bad Fish que foi lançada como single apenas em 1997, mas mostra como a banda foi dissolvida em seu auge criativo, sorte de Rome Ramirez que conseguiu lidar com a responsabilidade de interpretar clássicos como esse em alguns shows.


5. Wrong Way (1996):                                                                      





Wrong Way é uma das canções de maior destaque dos californianos do Sublime, a canção têm um tom de Punk e mostra bem os movimentos de música alternativa dos anos noventa, além de ficar 26 semanas na lista de músicas alternativas da Billaboard chegando ao terceiro lugar. O clipe e a letra da música formam um conjunto incrível, que conta a história de uma garota que se tornou 'puta' por seguir os caminhos errados da vida, filha de um pai bêbado que acabou indo por consequências de seus atos paro os lados errados da vida.


4. Seed (1996):                                                                                           





Na quarta posição uma das minhas prediletas que é Seed, a canção em si têm uma letra confusa, mas genial. Adoro as explosões musicais da canção que se revertem em um gingado de reggae impressionante. Perfeita para surfar ou viajar.


3. Date Rape (1992):                                                              





A moralista Date Rape foi o primeiro single do Sublime, apesar de não ter atingido o sucesso almejado na época hoje ela é tratada como clássico pelos fãs da banda e pelos fanáticos pelos anos noventa. Adoro o começo da música com os instrumentos fortes sendo substituídos pelo solo de contra-baixo do Eric, e quando Bradley começa a cantar então fico sem comentários. A música dá uma boa lição de moral para os estupradores, mostrando que se você abusa de uma garota aqui fora podem molestar você na cadeia. Nota para a troca de óculos do Brad no clipe.


2. What I Got (1996):                                                              





Simplesmente fodástica, What I Got é uma das canções mais profundas do Sublime, por esse motivo entre outros ela foi um dos maiores hits de 1997 e ajudou Brad chegar no tão sonhado sucesso. Eu amo essa música, simplesmente a faixa reprise que é acústica, perfeita para pegar algumas ondas e fazer as coisas que o louco vocalista da banda mais gostava, a letra é profunda e como sempre menciona o dálmata de Brad. Amor é o que eu tenho, e canções como essa que dão um frio na espinha mostram isso, infelizmente Brad não estava vivo para ver o sucesso de suas canções e nem sequer participou da gravação do clipe da canção.


1. Santeria (1996):                                                                           





Quando você ouvir o vocal cortante de Brad no início da canção você entenderá por que ela está em primeiro lugar, uma das canções mais famosas da banda mostra em seu clipe o vocalista no céu guiando Bud e Eric, além do sempre presente Louie acompanhando a jornada da banda. Foi emocionante ter a oportunidade de ver Rome cantando essa canção no SWU de 2010, pois foi como se Brad tivesse voltado a banda, a sensação de poder escutar isso ao vivo é inigualável. Pode não ser a melhor música da banda, mas é uma das mais famosas e marcantes, faz com que a gente sinta saudades de coisas que nem aconteceram. Por que Brad morreu e o Justin Bieber continua vivo?

4 comentários:

Anônimo disse...

Faltou essa aqui
http://www.youtube.com/watch?v=jilxtCJkU1c&feature=fvst
auehauheiuahe

Anônimo disse...

Porra! Matô a pau! O som deles é do caralho! Escuto direto até hj! Alta vibe! Parabéns pelo post, mano!

Anônimo disse...

lixo de banda, esse blog na parte de musica eh fraco e amador dmais

Monique disse...

Olá, não conheço muito da banda, mas as que você indicou conhecia de ouvir antigamente. Gostei bastante, obrigada! :)

Postar um comentário

Comentem livremente.
Comentar pode até não emagrecer, mas também não engorda!

Compartilhe