11/07/2012

5 propriedades medicinais da maconha

Ainda estou com preguiça de escrever postagens, já tentei escrever algumas coisas, porém elas saem horríveis e indignas de publicação. Assim, retornei ao companheiro Hypescience e peguei emprestado uma nova postagem, sobre um tema que eu particularmente adoro. Copiei uma lista com 5 propriedades medicinais da Marry Jane. Espero que gostem, e parem de falar sem ter argumentos.

O fato da maconha não ser legalizada no Brasil traz um grande debate acerca de seu uso para fins medicinais – já que nem para isso ela é liberada por aqui. Várias pesquisas já provaram que a maconha pode beneficiar pacientes de câncer, Aids, glaucoma e esclerose múltipla. Mas como é que os médicos poderiam receitar a erva, se ela é proibida? Será que as pessoas usariam maconha para se tratar, já que normalmente só conhecem o lado negativo da droga? Esses são alguns dos debates que ainda parecem sem solução.
Os benefícios medicinais que a planta traz já são conhecidos há pelo menos seis mil anos, quando chineses já relatavam sugestões de uso da maconha para tratar a asma, cólicas menstruais e inflamações de pele. Até 1937, empresas dos Estados Unidos comercializavam chás feitos com substâncias da maconha para combater asma, dor e estresse. O negócio fechou as portas quando a erva foi proibida no país.

1 – CÂNCER

A canabis não cura o câncer, mas alivia o sofrimento causado pela quimioterapia, diminuindo as crises de náusea e vômitos. Isso pode ser essencial no tratamento, já que muitos pacientes desistem dele por não aguentar as reações causadas no organismo. Em uma pesquisa feita em 1991 pela Universidade Harvard (EUA), 70% dos médicos que tratam câncer afirmaram que recomendariam o uso de maconha se ela fosse legalizada nos EUA. Nesse mesmo ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconheceu a maconha como medicamento.

2 – AIDS

A cura definitiva para a Aids ainda não foi encontrada. Mas os portadores da doença podem conseguir um efeito importante no corpo usando a erva natural: o aumento de apetite. Sim, isso que popularmente conhecemos como “larica”. Pacientes com Aids podem perder até quatro quilos por mês e morrer por desnutrição. Mas a maconha não é indispensável, já que existem outros medicamentos que produzem o mesmo efeito.
3 – DOR CRÔNICA

No início dos anos 90, foi descoberta uma substância na canabis que é muito eficiente no combate à dor. A erva natural é tão eficaz nisso que esse efeito já aparece em relatos chineses de mais de quatro mil anos. Um americano chamado Burton Aldrich, tetraplégico, afirmou que a maconha foi a única solução para o fim das dores insuportáveis que ele sentia. “Depois de cinco minutos fumando maconha, os espasmos foram embora e a dor neuropática desapareceu”, afirmou ele.
4 – GLAUCOMA

O glaucoma faz com que a pressão no olho aumente, o que torna a doença a maior causa de cegueira no Brasil. A maconha diminui essa pressão na órbita ocular, pois o THC – substância química que compõe a planta – controla a ação dos líquidos que correm na córnea e na íris.
5 – ANSIEDADE

Chocolate, cigarro, chicletes… muitas pessoas tentam combater a ansiedade com essas substâncias. A maconha é proibida, mas também pode ser usada para tentar diminuir a agitação. Algumas pessoas, principalmente as que não estão habituadas à erva, podem ter o efeito oposto, entretanto. A maconha é usada também para o tratamento da depressão e insônia – que podem surgir em decorrência da ansiedade em excesso. 


[Enrironmental Graffiti/Super/HSW] 
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

Anônimo disse... Responder Comentário

Na verdade maconha não ajuda nada quando se fala de ansiedade! Eu sou ansioso e posso dizer que só piora! Faz vc ficar na nóia as vezes. Então é mentira isso aí.

Anônimo disse... Responder Comentário

Em resposta ao Anônimo ai de cima, isso é porque você fuma a maconha para chapar e não a uso com intuito medicinal como tu num quer ter umas bad trips?

Anônimo disse... Responder Comentário

dá uma fomeee

Anônimo disse... Responder Comentário

Em resposta ao primeiro anônimo, acho q tu deve ser meio cabeça fraca... c tu fica noiado quando fuma, é melhor parar de fumar. Talvez vc tenha algum problema.

Anônimo disse... Responder Comentário

já vi neguinho ficar tão noiado que parecia que tinha cheirado, na minha opinião só fica noiado quem fuma na rua e tem medo dos "omi" ou do papai ou da mamãezinha pegar fumando, fumo em casa sem a menor preocupação e nunca tive nóia.

Anônimo disse... Responder Comentário

tenho tendinite e quando fumo a dor passa logo

Anônimo disse... Responder Comentário

deixa de sentir dor e passa a ter cançer.

tem uma amiga que pediu ajuda pq não conseguia parar de fumar maconha.

mas isso depois de pelo menos 3 anos nessa vida.

vcs estão fazendo um desfavor à sociedade com essas falsas propagandas pra tentar justificar sua fraquesa / seu vício por uma droga.

Anônimo disse... Responder Comentário

ao amigo acima....

caralho gente....vamos deixar de ser idiotas

maconha e uma droga igual aos remedios q vc compra na farmacia, e da mesma forma que esses remedios podem ter efeitos beneficos para aglumas pessoas a maconha tbm tem.

vc pode chamar de vicio o habito de fumar maconha, mas como vc chama o habito de interferir na liberdade individual ? se cada usuario pudesse plantar, nao haveria motivos para comprar uma maconha de qualidade inferior ja que os unicos beneficiados nessa cadeia seriam a loja de jardinajem, o usuario e por fim a sociedade com a reduçao da rentabilidade do trafico.

Nao podemos legalizar todas as drogas, pelo menos nao agora. Mas a maconha serve como um teste.....

vamos la gente.....antes se vendia maconha no,mundo como qualquer otra coisa, depois resolveram q ela era proibida e quem fosse pego era PRESO, A SACADA E QUE COM ESSA MUDANÇA A CRIMINALIDADE SO VEM AUMENTANDO.

A VERDADE É QUE COMETERAM O GRANDE ERRO DE PROIBIR UMA COISA QUE NUNCA DEVERIA TER SIDO PROIBIDA.


ao inves de informar as pessoas preferem desinformar e proibir.

Postar um comentário

AVISO: Adicionei comentários através do Facebook, para evitar Trolls que comentam anonimamente, além do fato de que eu queria descobrir se meus leitores são tão bonitos quanto eu.

IMPORTANTE: A partir do mês que vêm, irei excluir comentários anônimos no qual os usuários não se identifiquem, então por favor, comecem a colocar seus nomes nos comentários anônimos.

Compartilhe