26/07/2012

Dez músicas para provar que os anos oitenta não eram tão perfeitos

Existem muitos órfãos dos anos oitenta espalhados pelo mundo, e eles defendem que essa década foi a melhor de todas e que esses bons tempos poderiam voltar. Mas como eu sou uma pessoa muito má, irei selecionar dez canções que provam que essa época não era tão perfeita e que lembra bastante a música ruim que faz meus ouvidos sangrarem nos dias atuais. Infelizmente, sempre eramos atormentados por essas malditas modinhas.


10.  Poison - Every Rose Has It's Thorn:





Calças coloridas e apertadas, cabelos esquisitos e gurias molhando as calcinhas pelo vocalista, mas eu não estou falando de Restart. Every Rose Has It's Thorn é tipo o Te Levo Comigo oitentista, e aqueles que ainda vivem as canções do Poison e possuem mais de 15 anos, sofrem com a síndrome de Peter Pan. Mesmo quem já usou bandana e cantava isso na adolescência, hoje têm noção de que era ridículo e que o mico é equivalente a ser fã de Bonde da Stronda atualmente. Só vou citar uma banda de Metal Farofa, pois elas eram tipo Restart, aparecia uma e já vinha algo equivalente ao Cine imitando.


9. Roupa Nova - Lumiar Clarear:





Com canções tão indecifráveis quanto as de Bentinho dos Engenheiros do Hawaii, o grupo Roupa Nova conseguiu misturar toda a breguice dos anos oitenta com letras totalmente nonsense. O pior é que muitos falam que nos oitenta existia amor nas canções, mas esquecem que Te Levo Comigo também é puro romance. Definitivamente, Roupa Nova é aquele grupo que a titia mais velha idolatra e vai nos shows do grupo até os dias atuais.


8. RPM - Olhar 43:





Um dos maiores hinos da geração oitentista, foi feito por Paulo Ricardo, e isso já é atestado de que não possui a mínima qualidade. Não entendo o motivo das pessoas serem fascinadas por uma época em que quase todas as canções usavam sintetizadores e as pessoas achavam ombreiras bonitas. Estou me sentindo má mostrando para tantos pirralhos que os anos oitenta não eram tão bonitos, mas é que irrita ouvir pessoas (que nem viveram a década) falando que sentem saudades do tempo que Paulo Ricardo fazia sucesso.


7. Biafra - Sonho de Ícaro:





Voar Voar, Subir Subir e alguém teria uma arma para eu dar um tiro na minha cabeça? Um dos maiores sucessos dos anos oitenta, infelizmente foi desenterrado, quando Biafra foi gravar uma entrevista para um documentário. Meus tímpanos agradecem por esse ter sido o único sucesso desse poeta que marcou uma geração com duas palavras, pois se ele tivesse outra canção além dessa eu ficaria fã de Fresno. E você achando que os anos oitenta era só Iron Maiden, e que Bon Jovi era a pior coisa que poderia acontecer.


6. Luan e Vanessa - Quatro Semanas de Amor:





Apesar desse vídeo ser dos anos 90, a canção foi sucesso nos anos 80. Não poderia deixar de compartilhar um vídeo sensacional desses, com Luan e Vanessa cantando e simulando sexo oral no palco do Sabadão Sertanejo. Isso tudo confirma como os anos oitenta eram sensacionais e românticos, pena que não existia iPod na época e você era obrigado a escutar excelentes canções nas rádios.


5. Menudos - Não Se Reprima:





''Eita tempo bom, pena que os anos oitenta não voltam'', eu ainda tenho que ler comentários como esse. A geração atual pode ser um lixo, mas não é sua síndrome de Peter Pan que fará com que os oitenta se torne bom. Os Menudos até são fofos e carismáticos, mas o Restart também é, e ambas as bandas são controladas e possuem obscuros desejos sexuais reprimidos. Sinceramente, esse grupinho nunca teve nada a acrescentar, apenas causava um frenesi desnecessário em garotas virgens.


4. Silvinho Blau Blau - Meu Ursinho Blau Blau:





Um programa tão esplendido quanto A Fazenda, conseguiu desenterrar essa pérola dos anos oitenta, que mostra como essa foi uma década gloriosa, onde música com qualidade duvidosa faziam sucesso. Blau Blau, ai Blau Blau e um entusiasmo que me deixa feliz, já que essa foi a única canção de sucesso do Silvinho Blau Blau.


3. Xuxa - Ilariê: 





Amor Estranho Amor com seu amiguinho de 12 anos, a apresentadora decidiu que também tinha talento pra cantar e lançou uma das maiores pérolas dos anos oitenta. O single Ilariê conseguiu deixar muitas crianças débeis mentais, tanto que acharam que era coisa do capeta, mas na minha opinião isso é apenas reflexo das coisas estranhas que aconteciam nos anos oitenta, misturada com a extrema falta de talento da rainha dos baixinhos. Um dos maiores ídolos do Rock Nacional, o Pê Lanza, disse que Ilariê foi inspiração na sua carreira artística, então não vou ficar martirizando a Xuxa.


2. Dominó - To P da Vida:





Já pensou se algum brasileiro resolvesse imitar o Justin Bieber e começasse a fazer sucesso? Bem, foi exatamente o que aconteceu com Dominó que conseguiu deixar Menudos pior do que já era, essas reclamações presentes na canção são tão maduras, que conseguem ultrapassar 1500 jardas a escala do ridículo. Ainda li um comentário no youtube que dizia “que falta faz uma música pop engajada”. Teló, fica a dica: “Sábado, no comício / a garota começou a gritar / E passou a lista da greve / tomei coragem / e fui assinar”.


1. Gretchen - Conga Conga:


As raízes da bunda no Brasil, antes de chegar É O Tchan. Gretchen chegou falando inglês e rebolando a bunda, deixando marmanjos apaixonados e meus ouvidos realmente desesperados. O pior é que vendo essas cenas, eu imagino a Gretchen Coringa sensualizando atualmente, e isso não faz muito bem para o meu cérebro. 

Isso tudo prova que a música atual era um lixo, mas que antigamente as coisas não eram muito melhores, então vamos parar de idolatrar os anos oitenta, como se tivesse sido a melhor época. Não é porquê RPM usava sintetizadores, que Paulo Ricardo ficou mais poético do que nosso Pe Lanza. Infelizmente, não foi só The Clash que fez os anos oitenta, na verdade muita coisa pior era sucesso na época.
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

Anônimo disse... Responder Comentário

Esse post mostra o quanto as pessoas são hipócritas. kkk
Criticam o restart que usa roupas coladas,mas antigamente usavam a mesma com saltos altos e maquiagem na cara ¬¬
Depois diz que as bandas de hoje são afeminadas.
Esses nostálgicos deviam se preocupar em ouvir a música que gostam e se não gostam da música popular atual e das bandas,podiam apenas não escutar né?

Giovanna Carneiro disse... Responder Comentário

@Anônimo Eu até já fiz um texto sobre isso, pois têm horas que irrita aquelas pessoas que veneram o passado, como se Menudos fosse superior ao Bonde da Stronda.

Música pop sempre teve suas ovelhas negras, e alguns nostálgicos ainda dizem que a década de oitenta foi a melhor. Por isso devemos escutar bandas boas da atualidade, pois no futuro irão lembrar delas. Pq é idiotice venerar Paulo Ricado e achar que o DH é muito diferente disso.

Anônimo disse... Responder Comentário

os anos 80 foram bons pq não tinha tantos pseudointelectuais...

Anônimo disse... Responder Comentário

Burros , daqui a 20/30 anos dirão a mesma coisa dos sucessos de hj ,a decada de 80, foi legal pra quem curtiu ela, quem tinha idade,saia, curtia dançava,que existia uma qtdade maior de musicas isso é verdade, se eram todas boas, jão nao posso dizer, mas que foi legal foi ...

Postar um comentário

AVISO: Adicionei comentários através do Facebook, para evitar Trolls que comentam anonimamente, além do fato de que eu queria descobrir se meus leitores são tão bonitos quanto eu.

IMPORTANTE: A partir do mês que vêm, irei excluir comentários anônimos no qual os usuários não se identifiquem, então por favor, comecem a colocar seus nomes nos comentários anônimos.

Compartilhe