5 de jul de 2012

A submissão da mulher no Século XXI

Ultimamente, tenho fugido dos mais variados temas que pretendia falar aqui no blog, isso porquê são assuntos complicados e que gerarão grande polêmica. Porém, as opções de postagem vão diminuindo, e parece uma opção totalmente imatura, deixar de falar sobre coisas importantes, somente porquê haverão haters. Assim vou falar um pouco sobre a submissão da mulher ao homem, que ainda permanece no mundo moderno. O texto é baseado somente na minhão opinião, deixe livremente a sua nos comentários.


A mulher conquistou o direito de cidadania, após anos de luta para ser reconhecida como membra de extrema importância na nossa sociedade. Durante os anos, foram obtidas variadas conquistas, que tentaram acabar com a distinção entre homens e mulheres, mas infelizmente nem tudo é perfeito, e dentre tantas lutas vencidas, ficou gravado no imaginário da população a submissão feminina.

Submissão essa, que é aceita como algo natural para muitos, mas se olharmos criticamente a situação, veremos que ainda existe preconceito contra as mulheres. E a questão nesse tema não seria somente o fato de uma mulher ter o direito de ser mecânica ou algo do tipo, mas sim o fato delas serem tratadas como ''vadias'' e isso parecer algo totalmente natural.


A sociedade impõe que a mulher use sutiã, já o homem pode sair sem camisa na rua naturalmente, e é difícil entender o porquê disso ocorrer num mundo que não deveria ter preconceitos. Nós somos tratadas como objeto sexual, nada além disso, programadas para satisfazer o marido com um biquíni ou algo do tipo.


Jovens garotas são condicionadas a ficarem atraentes para os homens, a sociedade impõe que devemos reprimir nossos desejos para poder satisfazer o marido. Os homens controladores não gostam que usemos camiseta, assim somos idiotas ao ponto de colocar uma blusa decotada para deixa-lo excitado. Estamos atentas a todas as vontades do sexo masculino, deixando de lado os desejos pessoais e a individualidade natural.


Basta procurar alguns filmes e perceber que é sempre alguém do sexo feminino que está indo buscar a cerveja, para o pançudo que assiste o jogo de futebol extasiado. Depois é a mulher que vai limpar a sujeira da festa, e toda essa situação já é natural para ambos os sexos. A mulher que é obrigada a mudar sua personalidade para atrair o marido, e tudo isso já mostra como ela é submissa.


O marido pode trair que é somente desejo, mas quando a esposa dar uma escapadinha, tudo vira uma tempestade. Nós temos que mudar para agradar os outros, nós temos que esconder nossos extintos para parecermos fofinhas, e isso tudo é ridículo. Um exemplo disso é que homem fala da masturbação abertamente, enquanto as fofas e delicadas mulheres são praticamente obrigadas a esconder que tentam estimular o prazer.


O homem gosta de controlar a mulher, quando tentamos  mostrar nossa opinião sobre o relacionamento, o rapaz logo foge do assunto falando sobre uma nova viagem ou que ele pretende te dar uma bolsa nova (sim, somos mercadorias). Estamos em casa para fazer o ''coito'', não temos valor ideológico e sempre estamos sujeitas as opiniões do maridão.


Se vocês querem realmente que haja direitos igualitários entre homens e mulheres, primeiramente se livrem desse preconceito que a sociedade implantou na sua mente. Pense, você não precisa largar sua individualidade para atrair um homem, e você pode sim ter desejo e se divertir, pois isso não é o fim do mundo. Vocês mulheres, não são obrigadas a serem símbolos sexuais, pois são muito mais do que isso, todas têm o direito de pensar e apagar esse preconceito de futilidade que é formado sobre o sexo feminino.


Podemos até ser sentimentalistas e emotivas, mas é errado generalizar. Gostamos sim de sentir prazer, da mesma forma que necessitamos de carinho. Somos muito mais do que uma maquiagem ou roupas da Animale, temos pensamentos, idéias e sentimentos, então se os direitos forem iguais, deixem de nos chamar de vadia ou nos tornar escravas sexuais. Parem de pegar qualquer coisa na rua ou de nos obrigarem a ficarmos atrativas para o sexo.


Já cansei de ser julgada por ter um rostinho bonito, ou falarem que meus seios não são tão fartos. Muitas vezes deixam de saber quem eu sou, preocupados demais em ver quem eu pareço ser. Ninguém chega para os amigos e fala que pegou uma garota legal e inteligente, e sim que ''comeu'' uma gostosona, e enquanto isso existir, o preconceito permanecerá. Talvez a culpa não seja só dos homens, já que desde pequenas sensualizamos e mostramos nosso ''real'' valor. Na minha opinião, para acabar com o preconceito, devemos diminuir o sexismo.


Comentários
9 Comentários

9 comentários:

Anônimo disse... Responder Comentário

"O texto é baseado somente na minhão opinião, deixe livremente a sua nos comentários."

O problema reside aí: machismo não é uma opinião,temos que ser mais assertativas.é um crime contra nosa humanidade e ponto.A falta de reconhecimento do machismo como crime aliado á falta de projetos feministas para educar a mulher é que nos mantém neste estatus quo;é mais fácil acreditar que tudo depende dos homens,eis o porque de feministas só fazerem denúncias,nunca projetos..

Vitor disse... Responder Comentário

Desculpe discordar de você, mas eu sinceramente não vejo motivo nenhum para homens e mulheres serem tratados de maneira igual. Não sei quantos anos você tem nem a sua formação academica, mas homens e mulheres são biologicamente diferentes, hormônios diferentes em quantidades diferentes, instintos diferentes, somos animais, racionais sim, mas mesmo assim animais, possuimos instintos basicos. Por mais racional que o ser humano seja sempre teremos o lado animal nos guiando. Porque mulheres são normalmente mais consumistas? Porque mulheres gostam mais de novela que homens? E os homens de futebol? E quanto a reclamar de machismo? Oras... desde que a humanidade existe o homem sempre teve papel mais importante que a mulher... e em menos de 50 anos olha o quanto ja não mudou? Deveriam parar de querer tudo pra ontem, a geração atual já é muito mais justa que a anterior, digo justa porque igual nunca será! Já que você defende tanto as mulheres, então o que me diz das mães terem sem dúvida nenhuma preferência em ficar com o filho em caso de separação? Isso é ser igual? As mulheres ficam reclamando mas existem muitas coisas que vocês possuem mais liberdade que os homens... e quanto ao esporte? Se são iguais pra que separar entre masculino e feminino? O que estou querendo dizer é que homens e mulheres são diferentes, e como são diferentes não podem ser cobrados de maneira igual...

Anônimo disse... Responder Comentário

sua opinião não condiz com a realidade
exagero tipico de mulheres
tenta escrever um artigo com o lado dos homens pra vc ver o que é bom
1 - tenho que trabalhar para manter minha familia(homem). o homem pensa que a mulher é uma folgada que só fica em casa cuidando dos filhos e ela fica pensando que ele é um folgado por nunca cuidar dos filhos(a discriminação vem das 2 partes)
2 - o homem tem que chegar na mulher e se a mulher chega é vadia. isso é coisa de cabeça de mulher, homem nem pensa nisso
3 - se vc quiser não use sutiã, problema é seu vai ficar com os seuos caidos e vão ficar olhando.não é imposição da sociedade, é questão de estética eu tenho que tirar a barba cortar o cabelo e raspar os pelos pubianos se eu quiser impressionar(alem das roupas). isso é imposição? não é questão de estética
4- "Ninguém chega para os amigos e fala que pegou uma garota legal e inteligente, e sim que ''comeu'' uma gostosona, e enquanto isso existir, o preconceito permanecerá."
você está esquecendo de lembrar que gostosonas tem mais dificuldades de arranjar um relacionamento sério exatamente por isso que vc disse porque não vemos imediatamente a "garota legal por traz da gostozona" mas essa mesma pode ser sim uma garota legal e se vc(homem) tem opção entre uma gostozona legal e uma gostozinha legal vc vai ficar com a gostozona mesmo questão de escolha e decisões pessoais(chamamos isso de democracia atualmente fia)
beijos para vc

Bala disse... Responder Comentário

"Talvez a culpa não seja só de homens..."

Sério mesmo??? Você ainda tem dúvidas?

É imaturo atribuir a um único gênero a culpa por uma situação social. Por acaso homens tomam decisões e se comportam à revelia do psicológico feminino? Ou pelo contrário, eles se adaptam perfeitamente às expectativas da mulher, para conquistá-las? Pense!

Qualquer atitude masculina que você julgue machista, eu posso justificá-la com base numa atitude feminina.

Se a mulher não desse valor ao status e situação financeira do homem, haveria homem controlador?
Se a mulher não enxergasse no homem uma fonte de segurança e proteção, haveria homem possessivo?

Por acaso a mulher costuma abrir mão das facilidades que lhes oferecem por ser bonita e gostosa? Ou pelo contrário, se especializou em tirar proveito disso enxergando os homens muito mais como "meio" do que "fim"?

Vou ser direto: O homem AINDA é visto pelo sexo feminino como objeto: objeto de segurança, proteção, provisão, etc. A forma como vocês enxergam e se relacionam com o homem continua sendo totalmente UTILITÁRIA. Basta ver o desespero da mulher para casar...Porque será...

A gente enxerga o quanto isso é real quando vê uma mulher que engravida de um e diz que o pai é outro (o que tem mais grana), chifra, casa, faz o cara criar filho de outro homem, depois arruma outro amante, se separa, leva pensão e bens e ainda gasta com o amante. É um caso extremo (mas que existe) só para ilustrar que o homem ainda é visto como meio, como um objeto de realização da felicidade feminina.

Portanto, não existe submissão de um lado e opressão de outro. O que existe é "uma mão lava a outra". Mas vocês tapam os olhos para a realidade que não lhes convém.

Unknown disse... Responder Comentário

Mulheres estúpidas merecem homens estúpidos.
Não adianta também bater no peito por "direitos" iguais. Tem coisas que são comuns a homens e outras a mulheres.
Loucura é tentar ser tratada exatamente como homem. Andar sem camisa só porque o homem também anda? Se falou sério eu não sei, mas mesmo como analogia é loucura.
Homem tem o slogan "homem não presta" há séculos. A diferença é que homem não liga pro que dizem dele.

Anônimo disse... Responder Comentário

este texto é mais um exemplo do estupido raciocinio feminista utilitarista.... são tão ilógicas(no sentido de raciocinio logico linear), e se discordamos de toda essa loucura, somos chamados de machistas, preconceituosos opressores...kkkkkkkkkkkkk, se assim é. eu sou arcaico mesmo....

Anônimo disse... Responder Comentário

Sem generalismo!!!
Esse mundo não vai para frente por conta desse generalismo ridículo. Não apoio feminismo e muito menos o machismo, porém não aceito o generalismo.
Não culpe pessoas de boa indole ou que não se encaixam nesse seu "perfil machista ou feminista" pelo fato de você não ter a capacidade de conhecer pessoas diferentes, corretas. Isso é problema do seu meio de convivência, do seu nicho social.

Kalhysha disse... Responder Comentário

É submissa a mulher que quer.
Se você tem personalidade dominante, vai ser dominante e pronto.

Não vai se entupir de maquiagem com medo de não estar perfeita como as pessoas da televisão. Não vai ficar com vergonha de chegar num cara com medo de ser chamada de vadia, e se trair antes que comecem a te chamar de piranha, grita aos quatro ventos "TE TRAI SIM PORQUE PASSAR MESES COM PICA MOLE E PEQUENA É DE ENLOUQUECER QUALQUER MOÇA DE RESPEITO!"

A lei te da todos os direitos iguais aos do homem. Pelo menos todos os importantes.
Só a mulher ir buscar a justiça ao invés de ficar de mimimimi injustiçada mimimimi machismo mimimi.

Mas a lei da direitos iguais, não privilégios.
Alias....até acabamos ganhando alguns privilégios, como todos os planos de maternidade e compromissos do empregador caso a empregada esteja gravida.
E até temos uma lei apenas pra nós. Maria da penha.

Único direito que as feministas não conquistaram no nosso país ainda é o do aborto. E pra lutar pra isso não é nem preciso ser feminista, apenas pró-escolha. Mas esse não é o foco do post.

Jonas Rodrigues disse... Responder Comentário

Parte disso é herança de uma sociedade cristã no qual ainda vivemos. É notável a vontade da religião de tornar a mulher submissa, independentemente da religião, é muito claro isso.
Temos o caso do Oriente Médio que nem é preciso explicar, todos sabemos a situação, aqui no Brasil temos, como disse, a herança cristã que durante milênios impôs "valores morais" fazendo com que a mulher fosse vista como submissa.
Discordo do fato da mulher ter que usar sutiã e o homem poder sair sem camisa, acho que foi um equívoco seu, mas ainda assim, não é esse detalhe que vá estragar esse texto, muito bom diga-se de passagem. Ainda acho que há muito o que melhorar.
Tenho notado que as pessoas confundem "ter direitos iguais" e "ser tratado igual". Eu acho que a mulher deve sim ter os mesmos direitos que nós homens, mas acho que ela precisa ser tratada diferentemente, ora, não é possível que uma sociedade que busca evoluir intelectualmente tenha deixado de lado o romantismo, a valorização da imagem da mulher, não é possível que aceitemos as condições em que as mulheres se encontram. As vezes sinto vergonha alheia por certas atitudes que noto ao meu redor, por parte dos homens, mesmo que as mulheres também errem, ainda assim, acho que a mudança precisa ser de nós homens, precisamos voltar a valorizar o que realmente importa como o amor e o respeito ao próximo.

Postar um comentário

AVISO: Adicionei comentários através do Facebook, para evitar Trolls que comentam anonimamente, além do fato de que eu queria descobrir se meus leitores são tão bonitos quanto eu.

IMPORTANTE: A partir do mês que vêm, irei excluir comentários anônimos no qual os usuários não se identifiquem, então por favor, comecem a colocar seus nomes nos comentários anônimos.

Compartilhe